Orquestração

Além do Python RPA: Orquestre qualquer tipo de automação com o BotCity Maestro

É possível que você tenha em sua empresa diversos tipos de automações em produção, certo? E, de repente, você conhece uma ferramenta, como o BotCity Maestro, que pode te ajudar a gerenciar e orquestrar as suas automações. E seus pensamentos já entram em questionamento: “Precisarei desenvolver todos os meus bots com Python RPA?”.

Pode deixar esses pensamentos de lado! Entenda neste artigo como você pode executar qualquer tipo de bot no BotCity Maestro e, além disso, orquestrar as execuções e não precisar reconstruir nada com Python.

Quais tipos de automação eu posso executar?

Qualquer arquivo executável ou automação que você já possua e que possa passar durante a configuração, o comando para a execução. Ou seja, arquivos do tipo:

  • bash ou bat;
  • executáveis gerados a partir de projetos de diversas linguagens de programação, como C#, Java, Visual Basic, VBA, Ruby, Go, entre tantas outras;
  • executáveis de automações que você possua em outras plataformas e ferramentas para construir automações, mesmo as que são low-code;
  • entre muitas outras possibilidades.

Um outro exemplo: caso possua automações desenvolvidas com Selenium, existe uma outra forma de reaproveitar o que já possui e utilizar nosso orquestrador apenas para gerenciar o que está executando em produção. Veja neste artigo como fazer isso.

Como funciona?

Já era possível executar automações construídas em Python, Java e JavaScript dentro da nossa ferramenta, certo? Na etapa de “easy deploy”, por exemplo, bastava escolher quais dessas tecnologias você estava utilizando em suas automações.

Tela do BotCity Maestro mostrando a parte do Easy Deploy, na etapa em que se define a tecnologia utilizada no bot.

Agora você pode executar e orquestrar qualquer tipo de bot ou comando, selecionando a opção “Command” entre as tecnologias disponibilizadas em nosso orquestrador.

Você pode realizar o “easy deploy” normalmente, acessando essa opção pelo menu da lateral esquerda no BotCity Maestro. Após isso, no centro da tela você terá acesso às primeiras configurações do deploy. Na primeira etapa, adicione o nome da automação.

Tela do Easy Deploy no BotCity Maestro na primeira etapa em que se define o nome da automação.

Importante: o nome da automação deve ter o mesmo nome do arquivo que você fará o deploy. No caso do nosso exemplo, o arquivo se chama “DemoCommand.sh”. Sendo assim, nomeamos a automação como “DemoCommand”.

Na tela seguinte, você precisará adicionar o arquivo da sua automação. No exemplo abaixo estamos utilizando um arquivo do tipo .sh, ou seja, um arquivo bash. 

Após subir o arquivo, escolha a opção “Command” no item “What is the bot technology?”. O nome já estará preenchido, assim como a versão. Mas você pode ajustar se necessário ou se forem novas releases que você está fazendo deploy.

No item “What is the command to run?” você deverá colocar a linha de comando que você digitaria caso estivesse rodando manualmente no computador.

Importante: aproveite a facilidade e flexibilidade para adicionar os parâmetros configuráveis do seu comando caso necessário. 

Tela do Easy Deploy no BotCity Maestro na segunda etapa, onde se define o tipo de tecnologia, nome do bot, versão e o comando a ser executado, além de ser onde subimos o arquivo do bot.

Acompanhe abaixo, um exemplo de como você poderia capturar esses parâmetros num arquivo bash que estamos usando neste caso para demonstração. Os parâmetros são os elementos que você digitou após o “.sh” e está separado por um espaço. Adicione o seguinte no seu código:

SERVER=$1
TASKID=$2
TOKEN=$3

Você pode testar via linha de comando com o echo para validar:

echo "Server: $SERVER | TaskID: $TASKID | Token: $TOKEN

A terceira etapa será para adicionar o runner no qual a sua automação deverá ser executada. Lembre-se de que você pode utilizar um que já tenha sido criado anteriormente ou ainda criar um novo para essa automação.

Tela do Easy Deploy onde acontece a terceira etapa, pela qual se define o runner no qual o bot será executado.

E por fim, clique em “deploy” para finalizar o processo. Após isso, você já poderá criar as tarefas, agendá-las e acompanhar todo o gerenciamento dos seus bots da mesma forma fácil e tranquila que já faz com suas outras automações.

Além da interface, posso interagir via API com o BotCity Maestro?

Sim. Você pode utilizar as chamadas disponíveis. Seja para fazer o “easy deploy”, criar automações e tarefas e interagir com elas, adicionar alertas e configurações de erros e logs, de acordo com a necessidade do seu processo e muito mais.

Para entender melhor como utilizar as APIs, acesse em nossa documentação todas as orientações de como fazer isso e quais são as chamadas que você consegue fazer. Aproveite para explorar as funcionalidades disponíveis em nosso orquestrador e tirar o melhor da nossa plataforma, atendendo às necessidades dos seus processos automatizados.

Ainda não tenho conta, posso testar?

Você pode clicar aqui e criar sua conta community, que significa que você poderá testar algumas das funcionalidades, como essa do command, gratuitamente. E já aproveita para conhecer nossa comunidade, tirar suas dúvidas e trocar experiências e conhecimentos com outras pessoas.

Lembre-se de sempre trazer seu feedback. E caso desenvolva alguma automação para testar a funcionalidade, fique à vontade para contribuir com a comunidade, disponibilizando seu bot neste repositório.

She/her. I am a Tech Writer and Developer Relations at BotCity. I am also a tech content creator who loves tech communities and people.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: